>
O suor do pelô
  • A baiana
    A baiana
  • O gari
    O gari
  • O Cafezinho
    O Cafezinho
  • A baleira
    A baleira
  • O vendedor de couros
    O vendedor de couros
  • O barbeiro
    O barbeiro

O suor do pelô

Entre ruas, casas, monumentos e manifestações culturais que fazem parte do Pelourinho existem milhares de trabalhadores locais que viabilizam a movimentação do lugar. O bairro que faz parte do centro histórico da cidade não se sustenta sozinho, mas por homens e mulheres que trabalham diariamente na sua manutenção, conservação e movimentação. Muitos trabalhadores do Pelourinho foram atraídos pela reforma do bairro na década de 90 e hoje ainda sobrevivem com a renda extraída do local.

A história do Pelourinho é feita por muitos braços e ela não existe sem baianas, Garis, Vendedores, Policiais, Garçons, Produtores e Servidores. Entre espaço e público existe o suor de quem trabalha. É nesse contexto que este ensaio busca transpor este lado esquecido do bairro considerado a maior atração turística da cidade.

susana_29052010_02

Camila Brito

camila_08062010_01

Susana Coelho

Comentários