>
Muito além do Big Brother
  • xeque-mate, e no fim da partida quem ganha é o partido
    xeque-mate, e no fim da partida quem ganha é o partido
  • Encontro marcado com o proibido
    Encontro marcado com o proibido
  • E naquele momento uma certeza: ''Os mortos somos nós"
    E naquele momento uma certeza: ''Os mortos somos nós"
  • Nada escapa ao Grande Irmão
    Nada escapa ao Grande Irmão
  • vestígios de lembranças no abismo do esquecimento
    vestígios de lembranças no abismo do esquecimento
  • Dependência de liberdade nos cantos cegos da repressão
    Dependência de liberdade nos cantos cegos da repressão

Muito além do Big Brother

Casos de espionagem, câmeras de segurança, quebra de sigilo bancário… nunca a privacidade fora tão explorada e polemizada como nas últimas décadas. O tormento de estar sendo vigiado, em qualquer lugar e a qualquer momento, inspirou vários filmes e obras literárias, entretanto, poucas se destacaram com tanto primor e originalidade como a profética obra de George Orwell 1984.

Tomados por este universo Orwelliano, representamos a vida de Winston Smith, seja através da disfarçada democracia defendida pelo IngSoc (Socialismo Inglês), que tinha como lema: “Guerra é paz, Liberdade é escravidão e Ignorância é força” ou através do próprio personagem que tem por função reescrever e alterar dados de acordo a vontade do partido, sendo vigiado a todo instante.

Inspirado nos regimes totalitários dos anos 30 e 40, esta exposição propõe retratar alguns dos momentos vividos por Winston, que no decorrer da história passa da indiferença para a revolta, levado por uma paixão proibida (num ambiente em que o prazer sexual era condenado pela Liga Anti-Sexo) e de como acaba por descobrir que toda revolta é fomentada pelo próprio Partido.

De fato, tudo não passa de uma metáfora sobre o poder e as sociedades modernas. Percebe-se que a intenção de Orwell era descrever um futuro baseado nos absurdos do seu presente. A simples dedução “Liberdade é poder escrever que 2 + 2 = 4” confirma isto. Nesta direção, tentamos reproduzir o que há por trás do olhar enigmático que o próprio George originalmente nomeou de “Big Brother”.

leandro_28092010_02-2

Leandro Souza

leandro_28092010_01-2

Rodrigo Lucas Chamusca

Comentários