>
Hipérboles
  • Lindo de morrer
    Lindo de morrer
  • Milhares de coisas pra fazer
    Milhares de coisas pra fazer
  • Morreu de rir
    Morreu de rir
  • Há séculos tentando...
    Há séculos tentando...
  • Mil beijos
    Mil beijos
  • Comeria um boi
    Comeria um boi

Hipérboles

Hipérboles são exageros que vêm da fala. São como uma lupa para as impressões, os sentimentos, as vontades. Quase sempre dramáticas, são causadas pelo espanto, pelo atraso, pela fome, pelo amor, pela saudade.

Elas transitam pela poesia e, sobretudo, pelas falas despretenciosas do repertório diário. As hiperbóles foram incorporadas à cultura da língua, hoje trazem riqueza às narrativas cotidianas e são um prato cheio para a criatividade.

Neste ensaio retratamos sentimentos, flagramos imaginação. Revelamos alguns exageros e ampliamos, como faz a hipérbole, atitudes, vontades e sensações!

Ticiana_22092010_02

Eduardo Coutinho

eduardo_coutinho_04102010_04-2

Ticiana Amorim

Comentários