>
Desafiando a gravidade
  • A arte de flutuar
    A arte de flutuar
  • Por um fio
    Por um fio
  • Mãos no chão e pés para o céu
    Mãos no chão e pés para o céu
  • Entre o céu e o mar, só me resta pular!
    Entre o céu e o mar, só me resta pular!
  • De bolas pro ar
    De bolas pro ar
  • A corda pra pular
    A corda pra pular

Desafiando a gravidade

O cotidiano revela os diferentes artifícios encontrados pelo ser humano para que, de alguma maneira, ele consiga se aproximar do inatingível, ultrapassando seus limites e desafiando a gravidade. A descoberta não sacia a vontade de buscar novos caminhos e possibilidades de provar que nada é incapaz de ser alcançado. O pulo, o salto, a imaginação são provas de que, por si só, o homem consegue atingir o céu ou o mar – ou aquilo que estiver entre eles.

O “click” da câmera dá ao fotógrafo o poder de eternizar momentos decisivos de pessoas que não se contentam em viver com os pés no chão. Registra até onde o homem conseguiu chegar, mesmo que numa fração de segundos ele venha cair ao chão. Congelar cenas banais permite olhar o corriqueiro e enxergar o mágico.

A leveza passada nesses instantes mostra que o ar também é um lugar para os homens e não só para pássaros e aviões. Gravidade? Nada é mais grave do que abster-se de seus desejos e apenas existir, ao invés de viver: desafiando a gravidade.

saville_29092010_01

Gabriela Guimarães

gabriela_29092010_02

Saville Alves

Comentários