>
Toques de terreiros
  • Chico, chefe do Ilê Axé Obá Oió
    Chico, chefe do Ilê Axé Obá Oió
  • A visão do futuro na mesa de búzios
    A visão do futuro na mesa de búzios
  • Ibá, fonte da água de oxum
    Ibá, fonte da água de oxum
  • Tomando conta das contas
    Tomando conta das contas
  • Atabaque: "a boca do mundo"
    Atabaque: "a boca do mundo"
  • O guerreiro Ogum
    O guerreiro Ogum

Toques de terreiros

O candomblé é uma expressão baiana que funde e resume as várias religiões dos negros africanos trazidos para o Brasil, além de revelar algumas manifestações religiosas dos povos indígenas. Fruto da mistura entre diversos grupos, o candomblé traz uma série de mistérios, representações, obrigações, utensílios, entre outras coisas, que fazem dele uma expressão religiosa rica e ancestral.

Dentre os utensílios utilizados pelo povo-de-santo nos terreiros de candomblé em homenagem aos orixás, representamos nesse ensaio, búzios e colares de contas. Também expomos a beleza dos atabaques, a “boca do mundo” como diria o Babalorixá Chico do terreiro Ilê Axé Obá Oió. Este é utilizado para comunicar-se com os orixás e os oxés, os quais são simbolizados nas esculturas de barro, ferro ou madeira que são cuidados nos seus respectivos espaços.

Essência da resistência e com transformações complexas, o candomblé foge às imagens desse ensaio e fica a lição para nós de que só é possível entendê-lo e captar as minúcias de suas subjetividades vivendo a cultura litúrgica dessa religião.

Loran Santos

Loran Santos

Viviane Vergasta

Viviane Vergasta

2008.1

Comentários