>
E se quiser voltar tá perdoado!
  • “A saudade me esquentou!”
    “A saudade me esquentou!”
  • “Ta perdoado!”
    “Ta perdoado!”
  • “Teu beijo mais molhado!”
    “Teu beijo mais molhado!”
  • “Faz aquele jeito carinhoso!”
    “Faz aquele jeito carinhoso!”
  • “Tarde e chuva eu fico mais fogosa!”
    “Tarde e chuva eu fico mais fogosa!”
  • “A noite será maravilhosa...”
    “A noite será maravilhosa...”

E se quiser voltar tá perdoado!

A música “Ta perdoado” de autoria de Arlindo Cruz e Franco e interpretada por Maria Rita, foi analisada em sua essência e da sua releitura foram tiradas cenas que chamam a atenção pelo místico de ousadia e ingenuidade das imagens, criando assim um paradoxo bem interessante.

No ensaio, o foco foi dado todo o tempo na figura feminina, por se tratar de uma letra que descreve as investidas de uma mulher apaixonada.

Pelas cenas conseguidas, a partir de trechos baseados nas partes mais importantes da letra, fica evidente que o ser humano lida facilmente com as duas faces da paixão. Em um dos lados estão os sentimentos mais puros como o amor, a saudade e o perdão, do outro está a atração, a sedução, o desejo e a sexualidade. Uma mistura de complexidade e suavidade que nos leva a reflexões acerca de nossa vida e dos relacionamentos afetivos cotidianos.

Neste ensaio foi possível retratar de maneira bastante verdadeira essa dinâmica dos relacionamentos, usando de um lado mais sensual dessa dinâmica e focando o poder persuasivo da sedução feminina.

Laíse Castro

Daiana Naira

2008.1

Comentários