>
A vida sobre pernas
  • Pernas, pra quê te quero?
    Pernas, pra quê te quero?
  • Andando na linha
    Andando na linha
  • Subindo aos céus
    Subindo aos céus
  • Seguindo os mesmos passos
    Seguindo os mesmos passos
  • Sombra e água fresca
    Sombra e água fresca
  • Caminho da perdição
    Caminho da perdição

A vida sobre pernas

Andar é um ato que raramente ocupa a mente das pessoas. Elas simplesmente andam, é quase como respirar. Poucos analisam a profundidade e beleza do “andar”, e são as pernas a máquina de tão fascinante ato. Elas nos levam aonde queremos chegar, nos ajudam na realização de nossos desejos e sonhos.

Entretanto, a serventia das pernas vai muito além da capacidade de andar. É possível correr, dançar, pular, se movimentar como você bem entender e quiser. Ou simplesmente jogar as pernas pro ar, deixá-las cruzadas em uma posição de conforto absoluto. As pernas também são símbolo da sensualidade feminina, instigam a sexualidade, a excitação, são os “portões de entrada” para o órgão sexual feminino.

Durante o ensaio, buscamos retratar situações em que as pernas e/ou a locomoção através delas estejam em destaque. As fotografias traduzem momentos que só são possíveis graças à existência desta parte do corpo humano.

Laís Souza

Talita Malvezzi

2008.2

Comentários