>
A arte na rua da vida
  • O dom de pintar a vida morta da cidade
    O dom de pintar a vida morta da cidade
  • Onde estará o riso da arte?
    Onde estará o riso da arte?
  • Desvendar os mistérios, quebrar os sigilos, jogar os segredos pro ar
    Desvendar os mistérios, quebrar os sigilos, jogar os segredos pro ar
  • O muro: o porta-voz do mundo em silêncio
    O muro: o porta-voz do mundo em silêncio
  • A arte de ser você
    A arte de ser você
  • Notas não compram notas e ninguém nota
    Notas não compram notas e ninguém nota

A arte na rua da vida

Talentos ao vento, despercebidos diante de olhos apressados, quase fugitivos, encarcerados no seu mundo particular. É este o destino relegado aos artistas que alegram nossas ruas à espera de um único olhar, sedentos de compreensão e do gozo alegre de quem “sente” a sua arte.

Olhares múltiplos são focados aqui, por uma lente de vidro profissional que esconde olhos amadores e apreciadores, retratando corações com vontade de viver através de seu dom. Artistas na rua, que têm em seus dedos instrumentos mágicos desbravadores, que fazem da dança enfeitiçada a arte da roda. Artistas que fazem arte sem se mover, ao mesmo tempo em que movem o mundo através de um muro. Artistas que são em si uma arte, a arte da doce canção que é viver.

Bruna Rocha

Raíza Tourinho

2008.2

Comentários