>
O Outro Shopping
  • Sem Título
    Sem Título
  • Sem título
    Sem título
  • Sem título
    Sem título
  • Sem título
    Sem título
  • Sem título
    Sem título
  • Sem título
    Sem título
  • Sem Título
    Sem Título

O Outro Shopping

Não só de Prada vive o homem. Nem só na Flashpoint encontram-se discos interessantes. Além dos muros do maior shopping de Salvador (que logo perderá sua coroa), há um outro centro de consumo tão ou mais fotogênico que o primeiro. Na moral, shopping é tudo igual. Pra foto, massa mesmo é camelô.
Quem gosta desta arte e entende que a cidade, as vezes, pede para ser fotografada pode achar legal dar um passeio por qualquer um das dezenas de centros de venda ambulante da capital. No Iguatemi, por exemplo, naquela passarela entre o shopping e a rodoviária, encontram-se pessoas interessantes, planos bacanas, boas conversas. E nada daquele velho pensamento de que “vão roubar minha câmera”. É só ficar ligado, dar uma olhada ao redor de vez em quando, observar se ninguém está te seguindo. E possivelmente ninguém esteja mesmo. Também não vai dar mole, ficar zanzando até tarde por aí (pô, aí tu ta pedindo, né cara?). No máximo, o que pode acontecer é a galera te zoar, ou pedir pra comprar alguma coisa. Mas a maioria vai deixar de boa. E se estiver com câmera profissional, então é que o pessoal leva de boa, crente que vai pro “A Tarde”!

A gente decidiu dar um role por lá, ver o que ia acontecer. Questão mesmo de praticidade, tem ônibus fácil pra ir e pra voltar pra casa, o lugar parecia legal e aparentemente não tão inseguro quanto outros. E o resultado ta ai. Acho até que ficaram boas algumas fotos. Esperamos que vocês também gostem e que aproveitem para, cada vez que passarem por ali, observar um pouco mais seu entorno. Vão descobrir coisas interessantes. Se puderem, parem e ouçam as conversas (ou até mesmo engatem alguma), boa forma de entrar em contato com as pessoas, e também de se inspirar para as fotos. Também é um jeito de ficar sabendo dos problemas das pessoas, que não são poucos. Enfim, quer uma dica? Faça foto de pretos em preto-e-branco, fica massa (aliás, eis o nome de um ensaio que alguém já fez).

Guilherme Lópes

Lédson Chagas

2006.2

Comentários